sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Arte Pré-Colombiana

Voltando 1000 a.C., hoje vamos conhecer a Arte Pré-Colombiana!


"Pré-colombiano" se refere ao período anterior a chegada de Colombo ao Novo Mundo. Tudo o que os povos que habitavam as Américas do Norte, Central e Sul produziram até a vinda de Colombo, é pré-colombiano.


A Arte desse período se estende das montanhas do Peru às planícies do meio-oeste dos Estados Unidos e até o gelado Alasca. A Arte tinha importância vital para as sociedades tribais, eles acreditavam que os objetos tinham poderes mágicos, como máscaras e cachimbos usados nos rituais religiosos.

Esses objetos tinham uma simbologia para cada ritual, como cerimônias de iniciação, enterros e festivais. Os povos tribais caprichavam muito em seus trabalhos pois tinham o costume de dar presentes, e quanto mais belo e precioso maior era o prestígio de quem o dava.


As pinturas eram bem abstratas, com figuram flutuantes sem fundo ou primeiro plano, pois eram muitas vezes inspiradas em visões. O Xamã, o sacerdote e o curandeiro faziam objetos inspirados por revelações que tinham em transe. As mascaras esquimós consideradas obras de extrema originalidade, são muito distorcidas, provavelmente um resultado desses impulsos subconscientes.


Espalhados pelas Américas, os povos pré-colombianos eram principalmente 7:

Na América do Norte eram:

NAVAJOS: Tribos do sudoeste dos EUA. Faziam tapetes com desenhos geométricos, pinturas na areia que curavam doenças, traziam fertilidade e garantiam boa caça! Os pigmentos eram pó de diferentes rochas e minerais, carvão e pólen de trigo.



HOPI: Da região do Arizona nos EUA, esculpiam bonecos em raízes de algodoeiro que representavam deuses, usavam muitas penas e plumas para enfeitá-los, pintavam murais com cenas agrícolas e faziam muitos objetos em cerâmica.



KWAKIUTL: Da costa noroeste dos EUA, conhecidos pelos Totens, máscaras com expressão vigorosa e partes móveis, casas, e canoas entalhadas e decoradas.

 ATENÇÃO! Totem é qualquer objeto, ou símbolo, que tenha "poderes sobrenaturais" e seja cultuado como Deus.





ESQUIMÓ: Adivinhem de onde são esses? Do Alasca né! Essa era fácil...os esquimós faziam máscaras com peles e penas, e usavam vários materiais esquisitos para compor suas obras, que eram usadas pelos Xamãs.

ATENÇÃO! Segundo os siberianos Xamã significa "aquele que enxerga no escuro", é um ser considerado inspirado pelos espíritos, que pode voar para outros mundos, e em estado de transe se comunica com espíritos da natureza.



Já na América Central eram os:

MAIAS: Habitavam o México e a Guatemala, esses caras criaram templos enormes em forma de pirâmide em degraus, ricamente decorados com relevos e hieróglifos. Construíram a cidade de Tikal onde a mais alta pirâmide tinha 74 metros, e a população era de 70.000 habitantes. Os Maias tinham um elaborado estudo de calendários, e um profundo conhecimento sobre astronomia.




ASTECAS: Também situados no México este vasto império era dono de volumosas estátuas de deuses que exigiam sacrifícios humanos. Eram também especialistas em trabalhos em ouro e pedras preciosas.





E na América do Sul eram os:

INCAS: Você já foi para Machu Picchu? Então vá! É lá, no Peru, que fica a "cidade perdida dos Incas". Essa cidade bem conservada até hoje, é famosa pelos templos construídos em alvenaria, os Incas são famosos também pelos trabalhos em metalurgia.O estilo inca clássico é o chamado huaco-retrato, que surgiu no século V na cidade que estava aos pés da Huaca de la Luna. São vasos de gargalo com esculturas que mostram figurões da política, o cotidiano da população e cenas eróticas.

Quem aí já assistiu o filme "A nova onda do Imperador" da Disney? Bom, não era exatamente daquele jeito, mas o filme dá uma boa idéia de como eram os impérios Inca no período pré-colombiano, com muito ouro, grandes construções e cidades.



Huaco-retrato




CURIOSIDADES!

As civilizações pré-colombianas escondem muitos segredos e mistérios, há alguns filmes que retratam os templos ameríndios de maneira misteriosa e escondendo grandes tesouros, passagens para outros mundos, e ainda como sendo amaldiçoados e mal assombrados.

 O Indiana Jones mesmo já deu umas voltas pelos templos pré-colombianos no seu último filme "O reino da caveira de cristal". Ou também o sangrento "Apocalypto" de Mel Gibson, que mostra de forma bem dramática o que se passava na civilização maia.



A verdade é que esse pessoal era mesmo, sem dúvida, muito misterioso e cheio de costumes estranhos...


Um costume em comum entre eles eram os sacrifícios humanos.
Em 1996 o arqueólogo Steve Bourget teve de catalogar osso por osso de mais de setenta corpos que foram encontrados em uma vala comum no Templo Huaca de la Luna, principal templo Mochica (Inca) de 32 m de altura.

 Ele possui um altar no topo onde eram realizados os sacrifícios em que o coração da vítima ainda viva era arrancado do corpo, e os corpos eram então jogados lá de cima mesmo. As vítimas eram jovens guerreiros capturados em combate e imolados em grandes cerimônias públicas. Macabro? Magiiina...

Estima-se que eram escolhidos três "sortudos" para serem sacrificados em cada ritual.

Templo de Huaca de la Luna
Mas por que essas pessoas desalmadas faziam isso, por pura maldade? Talvez, um pouquinho, mas principalmente por razões políticas e religiosas. Assim como os faraós egípcios, eles se achavam os deuses da galera e reinvidicavam para si mesmos este posto.

Os cultos sangrentos eram demonstrações publicas intimidadoras. Eles usavam o terror religioso como instrumento de poder político, e além disso acreditavam que os sacrifícios podiam deter ou acalmar fenômenos da natureza, como o El Niño, que deixava as águas do litoral peruano extremamente quentes e causava tempestades e enchentes arrasadoras. Elas acreditavam que o sacrifício humano devolveria a ordem ao mundo.



No próximo post de história da Arte...vamos descobrir o que é um Panteão e conhecer os deuses do Olimpo! Nos vemos na Grécia!


Até lá!

Fonte: "Arte Comentada" Carol Strickland, Wikipédia e "Super Interessante" (edição 150)
Imagens: Reprodução

9 comentários:

  1. Achei muito interessante, sendo que usei para fazer o meu trabalho. Parabéns!

    ResponderExcluir
  2. vou usar para fazer o meu agora

    ResponderExcluir
  3. eu acho esse trabalho : eu gostei todos ?

    ResponderExcluir
  4. concordo com o gostosão cequiçi que falou "eu não"

    ResponderExcluir
  5. Muito obrigada pelas imagens
    Me ajudaram bastante

    ResponderExcluir
  6. EEEEPAAA A PEDRA DO SOL NÃO É MAIA NÃO

    ResponderExcluir